Avatar

Willian Vasconcelos

OffLine
Member since: quinta, 18 September 2014, 05:18
Last Visit: terça, 19 September 2017, 21:31
Details
Username
AVG271
Name
Willian Vasconcelos
Localidade
Johannesburg, South Africa
Email Address
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
IVAO ID
507092
AVG ID
AVG271
Certificações
Sem informações
Foto no Simulador
Versão do Simulador
Sem informações
Avião Preferido
Sem informações
Sobre Mim
Sem informações
Pilot Awards

 

Historial AVAGroup
O William Guerreiro é um dos mais antigos membros do AVAGroup, atualmente desempenhando o papel de Director de Eventos de Voo e Sociais. Tem 24 anos e está a fazer a formação de piloto em Johannesburg na Ufly Training Academy e tem como objectivo acabar o seu curso para já e voltar para Angola passando a ser uma mais-valia para a aviação do nosso país. No AVAGroup desde 2010, desempenhou papéis importantes no crescimento do grupo, tendo colaborado em muitos projectos e eventos sociais e virtuais como participações na FIL/FIB (Feira Internacional de Luanda, Lubango e Benguela), ações desportivas para o grupo e muitos outros trabalhos importantes. Carismático, bem disposto, socialmente activo, boa gente, amigo dos amigos, é daqueles membros que vale a pena saber um pouco mais sobre a sua estória e ler o que pensa sobre certos assuntos ligados a aviação virtual e real.
Entrevista
A que ponto a aviação virtual está a ajudar-te neste momento na tua formação de piloto?

A aviação virtual tem me dado uma ajuda muito grande na minha formação porque hoje temos muitos recursos que nos permitem simular situações reais bem como ajuda a evitar alguns erros que possamos cometer nesta fase do curso.

Que experiências da aviação virtual estás a levar para esta formação?

As que me permitem melhorar o meu desempenho, como por exemplo a parte dos instrumentos que para mim no começo foi um pouco difícil mas graças ao meu simulador treinei e estudei melhor os instrumentos e aprendi. Em termos de fonia hoje em dia se formos voar para espaços aéreos controlados como na Europa e na América encontramos muitos controladores que nos obrigam a saber manter um contacto radiofónico e no meu caso estou a tirar proveito disto na formação.

Se por um lado ajuda, acha que também pode dificultar ou ser negativo de certa parte nesta formação, como?

Se for levada a sério eu não vejo pontos negativos ou dificuldades, muito pelo contrário e como já mencionei acima, é uma ajuda muito grande para mim em particular. Contudo, são realidades completamente diferentes.

O que um piloto virtual não pode levar para a aviação real na tua opinião?

Acho que o facto de não cumprirmos muitas das vezes alguns procedimentos estipulados ou mesmo as regras e normas da aviação que muitas das vezes na aviação virtual deixamos de o fazer meramente por preguiça ou por achar que não tem importância, no real tudo isto tem de ser colocado completamente de lado.

Que efeito a aviação virtual tem na sua vida?

Tem um efeito muito grande. Entrei para o mundo virtual a 7 anos e de lá para cá, a aviação virtual permitiu-me muita coisa, desde a aprendizagem e especificamente neste grupo, fazer amigos e conviver bastante de forma social. Posso dizer que a aviação virtual faz parte de mim, é uma paixão.

O que achas da actual evolução do mundo da aviação virtual neste momento?

Há praticamente um ano e meio atrás pensava que a evolução da aviação virtual tinha estagnado mas estava errado. A evolução da aviação virtual está ai a vista de todos, hoje em dia tens simuladores que nos permitem recriar situações reais quase que na perfeição como por exemplo o X-plane 11 que para mim algo nunca visto. Hoje em dia temos softwares de gestão de voo como o Flight Planner X, o topcat, o active sky e muitos outros que se bem explorados tens uma simulação muito próxima ao que acontece no real. Temos também os próprios aviões que são lançados e que estão cada vez mais profissionais.

Como avalias o mundo da aviação virtual em Angola?

A aviação virtual em Angola está a crescer e isso é muito bom, temos hoje em dia recursos para voar em Angola como cenários photoreaais muito bons. Temos ai a criação de novas VAS também, só que ao meu ver precisamos trabalhar mais em conjunto.

Como surgiu a tua paixão por aviação?

Nem eu mesmo sei, acho que já nasceu comigo pois desde muito pequeno que tenho esta paixão.

Um aeroporto, um avião, uma aproximação? Justifique.

Um Aeroporto: Dubai. Por ser uma amostra de novos tempos para aviação em todos os níveis, estruturais, tráfego, aproximação.
Um Avião: B777. Para mim é um avião excecional a todos níveis.
Uma aproximação: Lisboa, em especial ao amanhecer é uma aproximação muito linda.

Que recomendações darias aos actuais e novos pilotos virtuais, do AVAGroup e da comunidade Angolana em si.

Para os novos pilotos virtuais recomendo que levem a aviação virtual a sério, não é so voar por voar porque gostam de voar, é procurar saber voar, saber as bases e não devem hesitar em pedir ajuda a quem está a mais tempo. Estamos aqui todos para nos ajudarmos uns aos outros.

Uma palavra para o AVAGroup.

Que continuemos neste caminho pois estamos a criar grandes pilotos para este mundo a fora.